Voltar para  Futebol  notícias
5 grandes jogos na história entre São Paulo e Guarani
Jan 27, 2022, 10:43:00 PM

5 grandes jogos na história entre São Paulo e Guarani

A final de 1986 é a maior lembrança deste duelo, mas o Bugre já protagonizou grandes duelos com o Tricolor, inclusive pela Copa Libertadores.

O Paulistão 2022 tem início com um jogo entre Guarani e São Paulo no Estádio Brinco de Ouro da Princesa. Os tempos são outros e hoje o Tricolor é franco favorito mesmo atuando em Campinas, mas algumas décadas atrás a situação era bem diferente.

Ao todo, são 162 jogos entre eles, com 78 vitórias do São Paulo, 34 vitórias do Guarani e 50 empates.

Entre 1978 e 1999 o Bugre viveu grandes temporadas, inclusive no Campeonato Brasileiro, e revelou grandes atletas, alguns inclusive que brilharam no São Paulo e deixaram marcas tristes no lado verde de Campinas.

Confira cinco jogos que podem resumir a importância deste duelo para o futebol paulista e brasileiro. Curiosamente, todos eles foram disputados no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas.


1986 - Guarani (3) 3x3 (4) São Paulo (Campeonato Brasileiro)


Esse é o mais importante dos 162 jogos entre as equipes. A decisão do Brasileirão 1986 é um jogo que pode ter modificado até a história do Bugre, que manteve mais dez anos em alto nível, até iniciar sua queda na segunda metade dos anos 90.

Ambas equipes tinham um título brasileiro cada naquele ano e o Bugre tinha um verdadeiro timaço. Sob o comando de Carlos Gainete, o time utilizou os seguintes atletas: Sérgio Neri; Marco Antônio, Ricardo Rocha, Valdir Carioca e Zé Mário; Tozin, Tite (Vágner) e Boiadeiro; Catatau (Chiquinho Carioca), Evair e João Paulo.

O São Paulo por sua vez, era a base dos Menudos, mas com Pepe no lugar de Cilinho, que na final utilizou os seguintes atletas: Gilmar; Fonseca, Wágner Basílio, Darío Pereyra e Nelsinho; Bernardo, Silas (Manu) e Pita; Müller, Careca e Sídnei (Rômulo).

O Brasileirão 1986 tinha sido desgastante e desorganizado. Foram duas fases preliminares e um mata-mata com início nas oitavas de final.

A primeira partida, disputada no Morumbi, terminou empatada em 1 a 1, com Evair abrindo o placar para o Bugre e Careca empatando para o Tricolor.

A decisão ocorreu apenas no dia 25 de fevereiro de 1987, uma quarta-feira, no Brinco de Ouro. Apesar da campanha melhor, o Guarani não tinha a vantagem do empate e em caso de nova igualdade teríamos prorrogação e mantendo o resultado, disputa por pênaltis.

O Guarani abriu o placar com um gol contra de Nelsinho, aos dois minutos, mas Bernardo empatou aos nove. Esse foi o resultado do tempo normal. A emoção ficou para a prorrogação.

Pita fez o primeiro do São Paulo logo aos dois minutos do prolongamento. Mas o Guarani foi para cima e virou, com gols de Marco Antônio Boiadeiro, no primeiro tempo, e João Paulo, no segundo. O tempo estava próximo do fim, mas após uma bola esticada e o desvio de cabeça de Pita, que encontrou o pé esquerdo de Careca, que mandou a bola para as redes.

Nos pênaltis, Careca parou no goleiro Sérgio Neri, mas o Bugre falhou mais, Boiadeiro teve seu chute defendido por Gilmar, enquanto João Paulo mandou por cima. No lance derradeiro, Wagner Basílio bateu para a glória e definiu o título.


1994 - Guarani 4x2 São Paulo (Campeonato Brasileiro)


Não foi exatamente uma vingança, mas oito anos depois, o Guarani atropelou o São Paulo no Brinco de Ouro e eliminou o Tricolor nas quartas de final do Brasileirão.

Apesar de ter perdido Amoroso, que sentiu uma lesão no começo do jogo, o Bugre não deu chances ao time treinado por Telê Santana. Abriu o placar com Sandoval, sofreu o empate com Ailton, mas no segundo tempo o Bugre fez dois, com Luizão e Júlio César, o São Paulo diminuiu com Caio e Valdeir definiu o placar. Derrotado no jogo de ida por 1 a 0, o Guarani fez 4 a 2 e avançou, parando nas semifinais daquele torneio.


1987 - Guarani 3x1 São Paulo (Copa Libertadores)


Naquela época, campeão e vice do Brasileiro se classificavam para a Copa Libertadores e um mês após a decisão, os times voltaram ao Brinco de Ouro, no dia 27 de março.

Com dois gols de Henágio e um de Carlinhos, um Bugre que estava sem Evair e João Paulo, venceu o Tricolor por 3 a 1. Müller diminuiu o placar para o Tricolor.

Em junho eles jogaram novamente e empataram por 2 a 2 no Morumbi. Diante de 6 mil pessoas, Evair e João Paulo fizeram para o Bugre, enquanto Pita e Müller anotaram os gols do São Paulo.

Naquele ano, ambos foram eliminados ainda na primeira fase. Apenas um time avançava e o Cobreloa do Chile se classificou, com o Colo-Colo sendo outro que ficou pelo caminho.


2005 - Guarani 1x2 São Paulo (Campeonato Paulista)


O Brinco de Ouro sempre foi palco de grandes jogos entre os times e em 2005 venceu o Guarani de virada, com gols de Marco Antônio e Grafite, encaminhando o título paulista.

2002 - Guarani 2x3 São Paulo (Torneio Rio-São Paulo)

Essa partida fica como registro por ter acontecido por um torneio inédito, o Rio São Paulo, que em 2002 teve um regulamento diferente, com 16 times.

Rogério Ceni e França, duas vezes, marcaram para o Tricolor, enquanto Dudu e Martínez fizeram para o Bugre.

Ao final da competição, o São Paulo foi vice-campeão e o Guarani foi rebaixado, porém como o torneio não voltou a ser realizado, isso não teve validade.

Ainda não está conosco? Registre-se já e comece a se divertir!

Imagens: AP 
Texto: Fernando Pereira