Voltar para  Futebol  notícias
Com confusão e muita utilização do VAR, Brasil empata com o Equador em Quito
Jan 27, 2022, 11:35:00 PM

Com confusão e muita utilização do VAR, Brasil empata com o Equador em Quito

O goleiro Alisson foi expulso duas vezes, mas em ambas o vídeo reverteu. Com o resultado, time de Tite mantém a invencibilidade.


Que dia. O árbitro colombiano Wilmar Róldan protagonizou um festival de confusões na primeira partida da 15º rodada das Eliminatórias Sul-Americanas.

Em um jogo que para o Brasil valia pouco, para o Equador era a chance de praticamente confirmar a ida para o Catar. No final, alívio brasileiro e uma ponta de decepção para a torcida equatoriana que compareceu ao Estádio Casa Blanca, em Quito.

Aproveitando as últimas datas de Eliminatórias para observar alguns atletas, Tite escalou o Brasil com Alisson, Emerson, Éder Militão, Thiago Silva e Alex Sandro; Casemiro, Fred, Philippe Coutinho; Raphinha, Matheus Cunha e Vinicius Júnior. Sem Neymar, o técnico aproveitou para ver Vini, Cunha e Coutinho em ação.

Pelo lado do Equador, o técnico argentino Gustavo Alfaro confiava em seu time e na força da altitude para quebrar a invencibilidade brasileira. Ele escalou La Tri com: Domínguez; Ángelo Precisado, Félix Torres, Hincapié e Estupiñán; Gruezo, Moisés Caicedo, Franco; Estrada, Enner Valencia e Plata.

E o Brasil começou bem. Após levar um susto no primeiro minuto, abriu o placar aos cinco minutos. Philippe Coutinho cruzou, Matheus Cunha dividiu com a defesa e a bola sobrou para Casemiro empurrar para as redes.

Aos 13, a primeira polêmica. O goleiro Domínguez, que pertence ao Deportes Tolima, saiu de forma estabanada e atingiu o pescoço de Matheus Cunha, sendo expulso.

Mas a vantagem numérica demorou pouco, já que Emerson acertou Estrada e levou o segundo cartão amarelo, sendo expulso, aos 19 minutos.

As coisas poderiam piorar ainda mais, quando Roldán viu falta para vermelho de Alisson ao sair do gol para chutar uma bola. Graças ao auxílio do VAR, ele corrigiu o erro. 


Buscando recompor o sistema defensivo, Tite colocou Dani Alves e sacou Philippe Coutinho aos 30.


No começo do segundo tempo o Equador até chega ao seu empate, mas o lance é invalidado pois a bola tinha saído na hora do cruzamento.

E teve mais VAR, aos 12 o juiz voltou atrás, de novo, após marcar um pênalti graças ao auxílio da tecnologia. Tite troca Vini Jr e Raphinha por Antony e Gabriel Jesus.

O Brasil chega um pouco mais, porém sofre o empate com um gol de cabeça de Félix Torres, que aproveita o cruzamento. Gabigol vai a campo no lugar de Cunha aos 34, mas o jogo segue picado, até a última lambança da arbitragem.

Ele marcou pênalti aos 46 após uma disputa entre Alisson e Preciado, expulsando o goleiro pela segunda vez. Mas o VAR entra em ação e o juiz anula sua marcação. Foram 25 minutos em todas as revisões.


Alisson termina o jogo em campo e o juiz encerra o duelo com o empate em 1 a 1.

O Equador chega aos 24 pontos e agora aguarda os resultados da rodada para saber qual será a distância para o quinto colocado, que hoje está em sete pontos. La Tri volta a campo no dia 1º de fevereiro, terça-feira, contra o Peru, em Lima.

O Brasil manteve a invencibilidade e soma 36 pontos. A equipe de Tite pode ver a Argentina diminuir a distância para quatro pontos. Já classificado para o Mundial, o Brasil pega o Paraguai, também na terça-feira, no Mineirão.

Ainda não está conosco? Registre-se já e comece a se divertir!

Imagens: AP 
Texto: Fernando Pereira